Febraban e Ministério da Justiça discutem criação de estratégias contra cybercrime


Por Redação

12/09/2021  às  12:08:16 | | views 6025


@freepik/Adobe Stock

A proposta é ampliar a identificação e repressão dos responsáveis pelos crimes


Com objetivo de aprimorar o combate aos crimes eletrônicos e cibernéticos no país, o presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, iniciaram tratativas para criação da Estratégia Nacional de Combate ao Crime Cibernético.

 

A ideia do novo fórum é seguir os moldes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), que tem apresentado resultados exitosos desde sua criação em 2003.

 

A proposta é ampliar a identificação e repressão dos responsáveis pelos crimes, expandir o conhecimento técnico das forças de segurança e promover a cooperação permanente entre agentes públicos e privados.

 

Para isso, teria como instrumento o desenvolvimento conjunto de plataformas de compartilhamento de dados de fraudes por meios digitais, o apoio à capacitação das forças de segurança em temas de cibersegurança e fraudes digitais, utilizando inclusive o laboratório de Cibersegurança da Febraban. Além disso, vai atuar em campanhas de conscientização da população sobre os riscos cibernéticos e fraudes.

 

A decisão de iniciar as discussões em torno do novo fórum foi tomada em encontro realizado na sede da Febraban na sexta-feira passada (10).



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.