Secretário de Estado dos EUA lamenta liberação de petroleiro


Por Redação

20/08/2019  às  08:59:29 | | views 1641


Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pompeo falou sobre os riscos da Guarda Revolucionária Islâmica do Irá ter mais recuros para dar continuidade à sua campanha terrorista


O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, afirmou ser lamentável que Gibraltar, um território ultramarino do Reino Unido, tenha liberado o petroleiro do Irã que encontrava-se detido, apesar do pedido de Washington para que isso não ocorresse.

 

No mês passado, autoridades de Gibraltar apreenderam a embarcação sob suspeita de transportar petróleo para a Síria, em violação a sanções da União Europeia. Elas liberaram o petroleiro na última quinta-feira.

 

Pompeo declarou ao canal de TV Fox News, na segunda-feira (19), que caso Teerã tenha sucesso em obter lucro com o transporte de petróleo pela embarcação, a Guarda Revolucionária Islâmica do Irã, que tem disseminado o terror e matado americanos ao redor do mundo, teria mais recursos para dar continuidade à sua campanha terrorista.

 

Um apresentador da Fox News lembrou que a liberação pode fazer com que o mesmo ocorra com um navio-tanque de bandeira britânica apreendido pelo lado iraniano.

 

Contudo, o secretário de Estado americano reiterou a postura de linha-dura de Washington contra Teerã, afirmando que a fraqueza nunca é o resultado certo.

 

Na terça-feira, Mike Pompeo deve comparecer à reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e o Oriente Médio. Espera-se que ele levante a questão, além de tentar obter o apoio para uma missão proposta pelos Estados Unidos visando garantir a segurança de navegação no Estreito de Ormuz. (Agência Brasil, com NHK - emissora pública de televisão do Japão)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.