Treze profissionais disputam a final do Miss Segurança 2020


Por Redação

13/04/2021  às  12:36:21 | | views 5634


@arquivo/Miss Segurança 2019

Devido a pandemia da covid-19, o evento será online e acontece no próximo dia 14 de maio


  • PUBLICIDADE

A final do concurso Miss Segurança 2020 já tem data marcada. O evento, que reúne profissionais da segurança privada de todo o Brasil, será realizado no dia 14 de maio, com transmissão ao vivo.

 

A pandemia da covid-19 também provocou mudanças no concurso. A sexta edição do evento será online por vídeoconferência, em formato parecido com o que aconteu na noite do dia 9 de abril, onde foram selecionadas as finalistas do Miss Segurança 2020. A semi-final foi marcada por muita emoção e entusiasmo por parte das participantes e profissionais envolvidos. Ao todo,  treze candidatas foram selecionadas, ao contrário das edições anteriores onde apenas 10 concorriam na final.

 

A mudança no número de finalistas, segundo a organização do evento, ocorru devido ao empate nos votos dos jurados e vai tornar a disputa ainda mais acirrada pela coroa da Miss Segurança. A apresentação do evento foi realizada pelo jornalista e diretor do jornal SegNews, Natalino Borring.

 

A escolha das profissionais de segurança selecionadas ficou sob a responsabilidade dos jurados: Ravana Oliveira - diretora Grupo Ruby Segurança e Serviços; Mírian Bazote - diretora Port Segurança; Valéria Roque - Psicóloga na Consultoria CTZ; Cristiane Cavalcante - gestora do Centro de Formação Scorpions; Júlio Gonçalves, gerente executivo da Valmac Segurança; Rafael Aleixo, diretor da Reploy; Gustavo Bastida - diretor da AMB; Alexandre Belfort, diretor executivo da Fortville Segurança; e Deuci Soares - diretora da Escola Paulista de Formação de Vigilantes, em Campinas (SP).

 

Antes de serem anunciadas as finalistas, as candidatas receberam palavras de estímulo da diretora do Grupo Muralha, Ereni Ribeiro Tinoco, que também é responsável por orientar as participantes durante todo o concurso.

 

Para Ereni Tinoco, o concurso é uma afirmação da importância do trabalho feminino no mercado de segurança privada. “Neste contesto que estamos vivendo, desde março de 2020 quando começou a pandemia, duas palavras refletem nossa realidade: esperança e motivação. Mesmo diante de todas as dificuldades, vocês estão aqui realizando um sonho e, diante desse novo normal, a imagem que me vem na cabeça é que ser mulher e ser vigilante é ter que matar um leão a cada dia, ou seja, um símbolo que nos faz acordar, sair de casa e nos mostra o quanto somos capazes profissionalmente”.

 

Já o idealizador do evento, o empresário Fernando Amorim, afirmou que o concurso contou com participantes de vários estados do Brasil. A edição deste ano foi bem concorrida. “A cada ano, o Miss Segurança fica maior e com a disputa mais acirrada”, destacando que o grande objetivo do concurso é valorizar a participação da mulher nesse segmento de negócio. “Até bem pouco tempo, havia uma presença quase que totalitária de homens no mercado de segurança privada, porém as mulheres estão cada vez mais mostrando que competência não tem gênero e muitas empresas hoje dão preferência a vigilante mulher na hora da contratação”, destaca.

 

A final do concurso será marcada pela passagem da faixa da Miss Segurança 2019, Juliana Bruck, para a vencedora desta edição. As três mais votadas recebem, além de prêmios em dinheiro, cursos de especialização no mercado de segurança privada.

 

Para participar do concurso Miss Segurança é necessário ser do sexo feminino, ter idade mínima de 18 ano, possuir um vínculo com empresas nos setores de segurança privada, facilities, cursos de formação de vigilante ou segurança eletrônica. As empresas precisam ter alvará de funcionamento expedido pela Polícia Federal. Mais informações podem ser encontradas no site: www.missseguranca.com.br.

 

As 13 candidatas finalistas desta edição do concurso Miss Segurança 2020 são:

 

Jéssica Aparecida de Abreu Carneiro - São José dos Campos - São Paulo - Vigilante da empresa PressSeg;

 

Ana Paula Faustino de Carvalho - Franca - São Paulo - Vigilante da empresa Albatroz;

 

Sheila Thalita da Silva Costa - Mauá - São Paulo - Fiscal de Piso da empresa Verzani e Sandrini;

 

Ana Carolina Schuinki dos Santos - Diadema – São Paulo - Vigilante da empresa Santana Segurança;

 

Lídia Santos - Extrema – Minas Gerais - Vigilante da empresa Garantia Real (GR);

 

Sandra Soares de Lima - São Paulo (SP) - Vigilante da empresa Megavig;

 

Paula Cruz - São Paulo (SP) - Bombeira Civil da empresa Megavig;

 

Eliane Cavalcanti da Silva - Rio de Janeiro (RJ) - Vigilante da extinta empresa Esquadra (Fechou as portas em razão da pandemia)

 

Thais Novaes Bruno – São Paulo (SP) - Vigilante no Grupo Meniyá;

 

Rosimere Pereira de Freitas – Linhares (ES) – Vigilante da empresa SEI Segurança;

 

Karla Cristina Vieira da Silva - Rio Verde (GO) – Vigilante da empresa Security;

 

Sinnara Martins Santana - São Paulo (SP) – Analista do Grupo Guarda Patrimonial (GP);

 

Elisa de Godoy – São José dos Campos (SP) - Vigilante da empresa Gocil Segiurança.

 

Confira o vídeo abaixo a semifinal do concurso:

 



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.