• PUBLICIDADE

Soluções ajudam na detecção de temperatura e uso de máscaras


Por Redação

22/05/2020  às  10:42:25 | | views 3496


DFREIRE Comunicação e Negócios

As soluções termográficas devem ser utilizadas com a finalidade de realizar uma triagem preliminar e rápida em áreas de grande circulação de pessoas, para que as empresas possam continuar ou retomar seus trabalhos diários e, ao mesmo tempo, usar a segurança necessária para o desempenho de atividades


A Hikvision, muntinacional especializada no fornecimento de soluções e produtos de segurança, lança no Brasil uma linha com soluções que realizam a detecção de temperatura na superfície da pele e também identificam o uso de máscaras de proteção. Os equipamentos podem ser utilizados na entrada de fábricas, escolas, hospitais, escritórios, shopping centers, rodoviárias, aeroportos, ruas com grande circulação de pessoas e outros locais.

 

Dentre os lançamentos, alguns modelos termográficos já contam com tecnologia capaz de realizar a medição de temperatura de até 30 pessoas simultaneamente, com precisão de ± 0,3°C, além de emitir alertas em caso de suspeita de alta temperatura ou devido a não utilização de máscara. De acordo com a Hikvision, as soluções de triagem de temperatura tem como desígnio realizar um crivo preliminar e rápido. O objetivo é fazer uma triagem prévia e rápida em locais de grande circulação, sem que haja a necessidade que a pessoa pare e gere filas. De acordo com informações da empresa, uma vez detectado qualquer anormalidade, o recomendado é que as pessoas sejam submetidas a dispositivos de medição clínica. Sob qualquer circunstância, é altamente recomendável usar as soluções da Hikvision de acordo com as leis e regulamentos locais.

 

Segundo Mario Ma, Presidente da Hikvision do Brasil, definir estratégias para detectar infecções precocemente e lidar com elas em tempo hábil permitirá que as empresas e seus funcionários enfrentem o retorno aos escritórios e locais de trabalho com mais rapidez, segurança e facilidade. “Soluções para medição de temperatura são necessárias para prevenção e controle da situação crítica atual, centros comerciais e de entretenimento planejam implementar a tecnologia não mais como medida temporária, mas como algo padronizado em suas instalações, desta forma é muito provável que veremos essas soluções em muitos espaços públicos”, comenta.

 

Modelos de produtos:

A multinacional possui a solução (DS-2TD2636B-13/P) que é capaz de detectar a temperatura na superfície da pele de até 30 pessoas simultaneamente, com precisão de ± 0,3°C, além de emitir alertas em caso de suspeita de alta temperatura e não utilização de máscaras. Com módulo termográfico de alta sensibilidade com resolução de 384 x 288, possui tecnologia de processamento de imagem, alarme totalmente confiável de detecção de alta temperatura, módulo óptico de alta qualidade com resolução de 4 MP e fusão de imagem de visão dupla, visualização imagem por imagem.

 

Já o modelo Handheld (DS-2TP21B-6AVF), modelo de mão, também conta com detecção de temperatura e tem resolução de 160x120, lente óptica de máx. 8 MP (distância recomendada de medição: 1.5-3.0 m) e lente de 6 mm. Possui uma tela de 3.5” LCD com resolução de 640×480 com função de toque na tela, além de suportar visualização ao vivo no PC e no dispositivo móvel/monitor externo.

 

Outras soluções com recursos similiares:



Além dessas soluções, a Hikvision lançou recentemente a série de Terminais de Reconhecimento Facial MinMoe, dentre os produtos os modelos (DS-K1T671TM-3XF e DS-K5671-3XF/ZU) realizam a detecção de temperatura e também o uso de máscaras. Com avisos sonoros, estes modelos contam com detecção de temperatura na superfície da pele, além de detectar o uso de máscaras, ou seja, identifica a face mesmo com o uso de máscaras podendo liberar ou não o acesso de acordo com parâmetros pré-estabelecidos.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.